Desfralde da Isis – Tirando a fralda sem complicação

O aviso…

Chegamos aos quase 90 dias do início do #DesfraldeDaIsis. Passada a tensão do primeiro momento consigo fazer uma avaliação sobre como estamos indo no processo de desfralde até esse momento. Sempre tem aquela dúvida sobre como desfraldar meninas; como começar o desfralde; muitos colaboram (ou não… 😅) com uma enxurrada de dicas para tirar a fralda da criança sem complicação. O processo nem sempre é longo e difícil, mas não adianta fantasiar que será super rápido.

Escolhi esse modelo de troninho simples, mas firme. Não quis os modelos caros com música e afins para evitar distrações.

. Isis está com 2 anos e 6 meses, aceitou logo de início o troninho. Não gosta muito do redutor de vaso, mas usa sem problemas quando estamos fora de casa. Sim, eu carrego o redutor na bolsa, assim evito complicações, afinal, raros são os lugares com vaso sanitário infantil.

. Incentivo a levar os bonecos para fazer xixi no troninho. Assim, ela fixa a informação na mente de forma lúdica.

. Escolhi um modelo de troninho firme. Não quis os modelos caros com música e afins para evitar distrações.

. Não usei livrinhos, musiquinhas, nem vídeos. Apenas converso com ela e falo “Avise quando quiser fazer xixi ou cocô. O lugar é no banheiro”. Isis funciona bem na conversa.

O que temos a fazer é manter a calma e cuidar para que o desfralde seja com carinho.

. Isis é muito decidida. Quando ela quer pedir, pede. Quando, não quer… É no chão ou na roupa. Ela pede, na maioria das vezes, para fazer xixi. As escapulidas acontecem principalmente quando ela está brincando, distrai ou, simplesmente, se nega a ir ao troninho.

. Ela nunca pede para fazer cocô. Mesmo com a nossa insistência para que avise, ela só faz na roupa. Esse é o principal problema do desfralde. Ela sabe onde de fazer o “número 2”, mas não pede. Depois que faz ainda fala: “Na roupa, não. É lá no banheiro”. Só que nada a convence a fazer cocô no lugar certo.

Isis ensinando o Mickey a fazer xixi e cocô no troninho

. Eu e meu marido ficamos sempre em alerta quando ela está sem fralda. Perguntamos umas mil vezes se ela quer fazer xixi e tal, mas estamos percebendo que também é importante deixar que ela reconheça o próprio organismo. Então, também damos espaço para que ela se manifesta. Dá certo.

. O redutor de vaso está sempre na bolsa quando a gente sai com ela e também tem uma penca de calcinhas pelo menos três mudinhas de roupa.

. Por precaução, sempre carrego uma #fraldapants. Vai que precisamos demorar, o lugar não tem banheiro limpo ou a criança não consegue segurar o xixi naquele dia. Sim, tem dias que Isis “não está afim”.

Desenhando a novidade para mostrar na escolinha

Por enquanto, o que temos a fazer é manter a calma e cuidar para que o desfralde seja com carinho. A verdade, é que em meio a tensão que se tomam os dias até a conclusão do processo – que varia muito de tempo para cada criança –  é preciso ter MUITA PACIÊNCIA. Se não tiver tranquilidade para encarar as limitações iniciais do bebê com bom humor corremos o risco sério de traumatizar a criança. E se isso acontecer, tudo pode ir por água abaixo… igual ao cocô.

Como foi ou esta sendo o desfralde na sua casa?

 

Deixe seu comentário

Comentar

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*