Bebê recém-nascido morre com coronavírus. Caso mais jovem a morrer de COVID 19 alerta sobre letalidade do vírus.

Bebê tinha apenas cinco dias de vida.
Na sexta (03) um bebê com três meses de idade morreu no Ceará.

Um recém-nascido, com cinco dias de vida, morreu na terça-feira, 07 de abril, diagnosticado com coronavírus. O caso foi registrado em Natal, no Rio Grande do Norte, no Nordeste do Brasil. A informação foi confirmada pela Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) nesta quarta-feira (8). Na sexta (03) um bebê de três meses morreu no Ceará.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde de Natal, a mãe deu entrada na maternidade, no dia 2 de abril, apresentando quadro de hipertensão, diabetes, obesidade e síndrome respiratória a esclarecer, segundo a SMS. O bebê nasceu prematuro no dia no dia 3 de abril, com 30 semanas de gestação, apresentou insuficiência respiratória e ficou na UTI neonatal. A secetaria não informou, no entanto, se a criança já nasceu com o problema respiratório ou se era resultado da doença. Também não foi informado se ele possuía outras doenças associadas. A mãe fez o exame e aguarda o resultado do Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Lacen/RN) e está em isolamento domiciliar.

Recém-nascido é o caso mais jovem a morrer de COVID 19 (Foto: Ilustração/Pexels)

A morte desses dois bebês alerta para a afirmação feita recentemente pela Organização Mundial de Saúde (OMS) de que o novo coronavírus também mata crianças e jovens. Por esse motivo é tão importante o isolamento social e respeitar a derminação de ficar em casa e longe de aglomerações durante esta quarentena, bem como a necessidade de estar constantemente higienizando as mãos, roupas e objetos com água, sabão e, se possíve com álcool em gel.

Na ocasião, o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanon Ghebreyesus , não deu detalhes sobre a quantidade de casos fatais envolvendo crianças e jovens, nem onde ocorriam as mortes. Mas a informaçao serviu de base para que escolas, parquinhos infantis, áreas kids e pracinhas fossem fechadas ou interditadas e que a diversão ficasse limitada ao ambiente doméstico. O risco de contaminação da Covid-19, segundo médicos que estão na linha de frente no atendimento em hospitais, pode evoluir para casos graves capazes de causar a morte de pessoas com menos de 60 anos, pessoas fora dos grupos de risco ou com doenças associadas, como as respiratórias e as cardíacas.

Parquinhos, creches, escolas e áreas kids estão fechadas em várias partes do mundo
(Foto: Ilustração/Pexels)

Bebê poderia ter sido contaminado pela mãe?

A mãe deu entrada na maternidade apresentando quadro de hipertensão, diabetes, obesidade e síndrome respiratória. O bebê nasceu com 30 semanas de gestação, apresentou insuficiência respiratória e foi levado para a UTI neonatal. Agora, a Secretaria Municipal de Saúde de Natal está investigando como a contaminação do recém-nascido por coronavírus aconteceu.

“É um caso que ainda está em investigação. Por mais que o teste tenha dado positivo, ainda não se sabe se o contágio foi pós-parto, precisa de um aprofundamento da investigação (sobre a contaminação) com os parentes”, disse o secretário adjunto da Sesap, Petrônio Spinelli.

Nesta quarta, 08, outro caso de bebê infectado pelo Sars-Cov-2 foi confirmado na Bahia. O teste foi feito no recém-nascida após a mãe dela, que tinha 28 anos, morrer com a doença. Segundo o pai da criança, ela está isolada sem sintomas.

Facebook Comments

Deixe seu comentário

Comentar

1 Trackback / Pingback

  1. Home office: dicas para trabalhar em casa com as crianças | Blog Materno - Mãe em Dupla Jornada

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.