Meu bebê não para de chorar

Que todo bebê chora, já sabemos. Mas nas últimas semanas me deparei com o choro sem fim, que durava o dia todo ou a noite. Quando ela esta com fome,frio, calor, ou qualquer outra coisa mais resmunga do que chora. Sei disso, mas muitas vezes me pego desesperada – sempre fui dada ao desespero.

Então conversando com outras mães pelo Facebook e lendo o site BabyCenter – entre outros – vi que os motivos mais comuns para o choro dos bebês são:

Fome – Quanto mais novo for o bebê, mais choram. Recém-nascidos têm o estômago pequeno, que não aguenta uma quantidade muito grande de leite. Os primeiros sinais da fome colocar a mão na boca, ficar “procurando”, ficar sugando inquieto. Isis normalmente mama as mãos e nosso braço, quando no meu colo vira a cabeça para o meu peito e faz boca de peixinho. 🙂

Colo – Minha filha – graças a Deus – é completamente saudável, mas volta e meia arruma um chororô, na maioria das vezes querendo colo. Não negue colo e nem deixe o bebê chorando. Ele pode se tornar uma criança insegura ou que aprenderá a ganhar tudo no grito. Bebês precisam ouvir sua voz, precisam do contato físico, amor e carinho. Se seu bebê for adepto do colinho o tempo todo com a Isis, minha dica é usar um Sling – vai deixar o bebe coladinho ao seu corpo, mas suas mão ficam livres para que faça outras coisas, além de aliviar o seu desconforto na coluna e nos braços.

Fralda suja – Isis não suporta fralda suja.

Sono – Um dos  meus maiores problemas com ela. Minha bebê luta bravamente para não dormir. Eles poderiam simplesmente fechar os olhos, mas não conseguem fazer isso. :/ Aprendi que quanto mais cansada, mais irritada e agitada fica, e aí é mais difícil dormir. Então, quando ela dá sinais de sono (bocejos, irritação, olhar caído, esfregação de olhos, cabeça ou orelha) coloco para dormir.

Arrotar – Mamar e deitar deixa o arroto preso, isso faz o bebê passar mal e chorar.

Cólicas, gazes e dor de barriga – Como o sistema digestivo do bebê ainda é imaturo, ele pode chorar de cólica, devido a gases ou porque está com dificuldade de fazer cocô.

Refluxo – O  leite fica voltando mais do que o normal e provoca dor e desconforto.

Frio ou calor – Isis detesta ficar pelada para a troca ou para o banho porque sente frio. Tenho que fazer isso em super velocidade. Por outro lado, fica com calor se colocar um monte de roupa, cueiros,mantas…

Coisinha incomodando – Elástico da roupa, uma dobra na fralda ou um fio de cabelo seu que se enrolou no dedo do pé ou da mão, necessidade de banho, etiquetas de roupas (cortei todas), algo áspero na roupa (sua ou do bebê).

Estímulos – Os estímulos do mundo às vezes são demais para os bebês. Um dia cheio de visitas e atividades pode deixar o recém-nascido muito excitado, e ele tem dificuldade para “desligar”. O excesso de estímulo — luzes, barulho, passar de colo em colo — pode deixar o recém-nascido inquieto. O bebê fica difícil no fim do dia, ou quando a casa está cheia. Talvez o bebê esteja só dizendo: “Chega”. Experimente levá-lo para um lugar calmo, reduzindo o nível de estímulo. Pode ser que ele ainda chore mais um pouco, mas que depois finalmente se tranquilize e durma. Há bebês que não gostam de silêncio. Ficam mais calmos em meio a muita gente, observando a movimentação. Também não gostam de escuro. Experimente ligar música no quarto do bebê, ou levá-lo para um passeio no carrinho, e estacionar num lugar onde ele possa ver as pessoas. (BabyCenter)

Dor – Quando o bebê está com dor, ele chora num tom diferente do choro normal – Isis tem choro gritado. Tente acalmar o bebê com muito carinho. Se não passar, acione o pediatra.

Quero chorar – Existem crianças que simplesmente choram muito (assim como há as que dormem muito, falam muito, se movimentam muito). Também é questão de temperamento.

Facebook Comments

Deixe seu comentário

Comentar

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.