Dengue, Zika e Chikungunya, dicas para proteger o bebê

Quem não está apreensivo com os casos de microcefalia, casos de dengue, zika, febre chikungunya… Uma volta nas farmácias e supermercados mostra qye os repeletentes estão sumindo das prateleiras e o preço aumentou. Qualquer pontinho preto voando pela casa é motivo de alvoroço – pelo menos é assim na minha casa (risos). E ainda tem a questão de os repelentes não serem indicados para bebês com menos de 6 meses.

-font-b-Baby-b-font-font-b-Stroller-b-font-Pushchair-font-b-Mosquito-bA maioria dos pediatras indica o uso do repelente, mesmo os específicos para bebês, somente depois dos 6 meses de vida, mas eu fiquei com medo da dengue, Zika, febre Chikungunya e o que eu tenho feito com a Isis (dois meses) é colocar o repelente no carrinho, adesivos repelentes no berço, passo por fora na roupa dela (não na pele) e coloquei um repelente de tomada em cada cômodo da casa. Eu também passo hidratante e óleo infantil nela para isolar a pele e evitar que o mosquito sinta o cheirinho de suor dela. Mas, pessoal, isso é o que EU faço. Aconselho você a pedir orientação ao pediatra do seu filho.

Segundo os especialistas (pediatras, infectologistas e fabricantes de inseticidas), o repelente para menores de 2 anos é mais perigoso e não recomendado porque pode causar irritação na pele, alergias, incômodo pelo odor e até intoxicação se o bebê esfregar as mãos nos olhos ou coloca-la na boca. E alerto que aparelhos de tomada que liberam inseticidas podem ser prejudiciais para a saúde das crianças se elas manipularem o produto ou se ele ficar muito perto delas.

Quarto de bebê cortinado para dossel
Cortinado no berço da Isis

Eu coloco os aparelhos de tomada longe do berço porque todos têm cheiro, não tem jeito. Também coloco inseticida na casa, principalmente, atrás e embaixo dos móveis. Mas quando aplico tiro a Isis e os gatos do local. Aqui em casa eu também fecho a janela no “horário do mosquito”, quando vai anoitecendo. Outra dica é usar vela de citronela, ou, cultivar a planta em vasinhos em casa (cuidado para os animais e crianças não comerem as folhas). Ressalto: peça orientação ao pediatra e preste atenção no que está escrito no rótulo do produto com a indicação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sobre a concentração dos inseticidas, forma de uso e reaplicação.

O site BabyCenter Brasil escreveu uma matéria sobre o uso de repelentes em bebês. De acordo com o conselho médico do site, os repelentes não matam os mosquitos (que tem hábitos diurnos), mas afasta por um período limitado. Por isso, é importante também reaplicar o produto conforme orientação do fabricante. A tabela disponibilizada (veja no final deste post) pelo portal pode ajudar na sua escolha.

O site também da dicas para a família como: Manter a casa e o quintal limpos e sem água empoçada; vestir roupas claras; prefira calças compridas e roupas que deixem a pele mais coberta (com o calor que faz no Rio de Janeiro isso é um pouco mais complicado) já que o mosquito costuma picar durante o dia, preferencialmente  e nas pernas e pés (ele voa baixo); evite perfumes fortes, pois o cheiro pode atrair insetos; se tiver condições financeiras, instale telas e mosquiteiros na caminha, no berço e no carrinho. Pesquisando mosquiteiro para a Isis, descobri que existem mosquiteiros tratados com inseticida com validade de até cinco anos (pode ser lavado) e que tem aprovação da Organização Mundial da Saúde (OMS), só que é difícil de achar e o preço é bem alto.

Espero ter ajudado. Indique esta leitura para seus amigos compartilhando nas suas redes sociais ou por e-mail.

 

Tipo Prós Contras Precauções
Loções, cremes e sprays para o corpo Eficazes em ambientes fechados Podem causar reação alérgica se usados em bebês. Só compre produtos de marcas conhecidas e que especifiquem a composição química. Consulte o pediatra antes de usar essas loções em bebês de menos de 6 meses.
Aparelhos de tomada em líquido ou pastilha Eficazes em ambiente fechado Liberam o inseticida pelo calor O mais seguro é usar em outros cômodos da casa que não o quarto do bebê. Se o problema de mosquitos for difícil de controlar na sua casa, consulte o pediatra para ver se ele libera o aparelho no quarto.
Sprays Eficazes em ambiente fechados e em áreas limitadas ao ar livre Substâncias nocivas podem ser inaladas Pode causar alergias e problemas respiratórios
Espirais Eficazes em ambientes abertos, em uma área limitada Os espirais emitem fumaça quando queimados Podem causar alergia e problemas respiratórios
Telas e redes mosquiteiras Eficazes desde que bem usadas Se ficarem abertas podem permitir a entrada de mosquitos Apesar de estarem meio fora de moda, os mosquiteiros são uma boa opção para bebês pequenos. Só verifique se não há mosquitos dentro dele, e lave-o com frequência para não acumular pó
Óleo essencial de citronela Eficaz na aplicação direta Pode causar reação alérgica e o efeito não é muito duradouro Óleos essenciais são muito fortes e não devem ser usados diretamente na pele de bebês e crianças pequenas.

Conheça alguns repelentes disponíveis no mercado.

 

 

 

Facebook Comments

Deixe seu comentário

Comentar

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.